sábado, 19 de junho de 2010

Em poucas palavras

Ah, filho quando penso que meu amor por você não tem mais para onde ir, lá vem ele transbordando, inundando, torrencialmente, incondicionalmente! Você ainda tão pequeno, é tão GRANDE em minha vida...

Escutei essa música repetidamente hoje, cantei pra você.
Ela explica a sua chegada por aqui.
video

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Filhote em capítulos

Capítulo I: A médica e o furacão emocional.

Fui na consulta com a especialista em reprodução humana. Saí de lá confiante e cheia de exames pra fazer. Essa médica passou uma segurança incrível e afirmou que estaria do nosso lado.
No último ciclo algo me dizia que o bebê estava por aqui, até o exame de farmácia a mesntruação estava atrasada há três dias.
Leio o blog da Carol, ela está grávida! Choro muito, felicidade por ela, ansiedade por mim.
Faço o exame, negativo. Sinto alguma coisa desmoronar dentro de mim. Saio do banheiro enfurecida com o xixi negativo e começo a ter acessos de loucura. Abro as gavetas da mesa do escritório, pego a pasta com os nossos exames. Rasgo todos eles, deixo bem picado pra não ter a chance de colar depois. Desmarco os exames que deveriam ser feitos naquela semana. Cancelo a consulta com a médica. E excluo o blog.
São dois dias inteiros de choro, quase o tempo inteiro. Não quero comida, não quero marido, parece que nunca vou parar de chorar.
No meio desse horror escrevo um email pra Carol, felicito pelo bebê e conto meu drama.
Aos poucos vou conseguindo juntar os pedaços que restaram de mim e faço o possível pra melhorar.
Quando já me sinto mais forte entro no msn. Preciso saber se a Carol está bem, e preciso me desculpar por todo o desabafo em um momento tão feliz pra ela.
Mas não é bem isso que aconteceria....

Capítulo II: A Carol e a descoberta online

(conversa mais ou menos assim)

Jordana...
- Oi Carol, como tu está?

Carol..
- Oi querida, fiquei preocupada por não saber de ti, estava te escrevendo um email.

Carol...
- tudo bem, ainda meio perdida com tudo, mas muito feliz!

Jordana...
- como te falei no email entrei num furacão emocional, rasguei exames, desmarquei a médica, excluí o blog. Acho que fiquei tão mal por romper com tudo ao mesmo tempo.
Durante mais de um ano fiz o melhor que eu pude, aí não aguentei mais. Agora já me sinto melhor.

Carol...
- e a menstruação já veio?

Jordana...
- não...

Jordana...
- pois é amiga, até pensei que era somente atraso normal, mas agora já são 9 dias. Tô com medo, mas não tenho coragem de fazer outro teste

Carol...
- o mesmo tempo de atraso que eu estou

Jordana...
- Ai

Carol...
- mas tem que ver isso, não é normal alguém ficar esse tempo todo sem menstruar, pode ser algum problema mais sério, que precisa ser visto.

Carol...
- se vc for ao médico a primeira coisa que ele vai perguntar é da menstruação. Estando atrasada a primeira coisa que ele vai pedir é um exame de gravidez

Jordana...
- putz, nem tinha pensado nisso...

Jordana...
- não vou ter coragem pra fazer outro exame

Carol...
- posso te acompanhar online se quiser

Jordana...
- quero!!!

Jordana...
- será que vou ter que esperar pra fazer o teste de manhã? tô que nem tele sena, xixi de hora em hora

Carol...
- eu também

Carol...
- é bom segurar o xixi umas duas horas

Jordana...
- ai, não sei se consigo

Jordana...
- vou sair pra dar uma volta, aí passo na farmácia e compro um teste

Carol...
- Tenho uma reunião até ás 18h, depois disso estarei aqui

...

Nos despedimos e fui caminhar, andei, andei, e andei e veio com tudo a vontade de fazer xixi.
Resolvi voltar pra casa, antes, passei na farmácia e pedi "vê pra mim o teste de gravidez mais caro que tiver"
Não esqueço da sensação, saí da farmácia me mijando e borrada de medo de fazer o teste outra vez. Podia vir a menstruação, eu aguentaria...mas repetir o negativo, achava que não podia aguentar. Mas a Carol ia estar comigo, e isso já me deixava melhor

Entrei em casa e olhei no relógio, ainda faltava mais de uma hora pra Carol estar lá.
Eu não aguentava mais, precisava fazer xixi, fui no banheiro e levei o teste junto. Segurei por quase duas horas, podia fazer o teste, mas nunquinha que ia fazer isso sozinha.
Pra me distrair abri a caixa e fui lendo a bula.

PAUSA: aí acontece o mais louco da história toda, leio que duas linhas na cor azul, são sinal de positivo. Céus, eu lembrei que o teste anterior tinham as duas linhas (ou não, podia ser piração minha)
mas eu fiz o teste esperando duas linhas na cor rosa! Quando vi o azul joguei a bosta fora.
Fui igual cachorro vira lata, revirei todo lixo seco que ainda não tinha ido pra rua, rasguei os sacos e encontrei o teste. DUAS LINHAS AZUIS!!!
O pavor tomou conta de mim, ainda li que depois de dez minutos o resultado não tinha mais validade. E agora, será que era uma linha só e virou duas?? será que era rosa e virou azul??
DESPAUSA.

Corro pro msn, ainda faltava tempo pra hora que a gente marcou, mesmo assim eu grito (conversa mais ou menos assim)

Jordana...
- Carol, urgente, li a bula e vi que duas linhas azuis indica positivo, o outro exame tinha as duas linhas azuis. Mas eu esperava que fossem rosa!!! E agora Carol???
Será? Tô desesperada!!

Jordana...
- Vou ficar quietinha te esperando aqui!

PAUSA outra vez. O mundo ás vezes é muito cruel, faltando pouco mais de 10 min. pra hora que a gente marcou de se encontrar um transformador explode e faz a luz ir embora no bairro todo!
Ironia do destino, só podia ser piada!
Ainda penso em procurar uma lan house próxima, mas como eu ia mijar no bagulho estando lá?
Fico na frente do computador olhando pro nada. Segurando o xixi com todas as forças do meu ser!
A luz voltou por volta das 19:00h só deu tempo de enviar um email pra Carol avisando do acontecido e falando que tava desesperada esperando por ela!
PUF, lá se vai a luz outra vez. E eu sozinha em casa, Rodrigo tinha jogo de futebol e ia chegar mais tarde.
Durmo sentada, quando acordo a luz já está de volta. Mas é tarde, vou deitar.
DESPAUSA outra vez.

Eu acordo de manhã num pulo, espero Rodrigo sair. Corro pra computador, a Carol tava lá.

Jordana...
- bora fazer o teste??

Carol...
-vai lá correndo, te espero aqui

Jordana...
- vou levar o note pro banheiro

Jordana...
- pronto, to abrindo o teste aqui

Carol...
- to tensa

Jordana...
- também to

Jordana
- já fiz xixi num potinho de coleta de urina

Carol...
- mergulha a tirinha lá

Jordana...
- aham

Carol...
- ai

Jordana...
- ai

Carol...
- e aí?

Jordana...
- ai Carol, meu Deus!!!

Carol...
- E aí, tá grávida?!! Eu sabia!!!!!

Jordana...
- Carol, Tô Grávida!!!!!!!!!!!!!!

Depois disso todos os choros possíveis! Carol chorou, eu chorei...choramos de novo. E não tem preço ter vivido esse momento com ela!
Não fosse por todo carinho e apoio daquele dia, talvez eu nem soubesse ainda do bebê! Por queria que ela desse a notícia no blog.

Carol ainda queria que eu aprovasse o texto, pra que?? A arte de dizer mora na Carolina, mora sim! Ela contou o positivo em lindas palavras nesse post emocionante, surpresa pra vocês, surpresa pra mim!
Me deu um presente lindo, a música escolhida por ela. A primeira que dancei com o meu filho, e que transmitia exatamente o meu sentimento pela chegada dele Oh Happy Day!

Mas outras coisas ainda viriam...

Capítulo III: Dia de fé, sangramento inesperado

Fomos pra um encontro de casais por três dias, a convite de amigos nossos. Foi uma das experiências mais marcantes que já vivemos.
Palestras, conversas em grupo, conversas á dois. Falamos sobre a vida, sobre fé, sobre os filhos...sobrou carinho nesse encontro. Renovamos o nosso matrimônio em uma missa linda. Agora nós três.
Chegamos em casa exaustos e felizes e.... FESTA SURPRESA!
Cartazes, flores, velas, docinho, cachorrinho, família e amor!!!
Tias, tios, pai, mãe, primas, irmã, sobrinha...tudo tão lindo!
Mas um sangramento forte veio atrapalhar esse momento tão tranquilo, falei com a médica, segundo ela podia ser reação da vacina da gripe. Eu não tomei a vacina pra gestante...(eu nem sabia que era uma) podia ser reflexo da semana furacão emocional, por enquanto tudo ok, mas o jeito era esperar. Progesterona, ultragestan e buscopan. Evite peso, Faça repouso.
Vida em slow motion.

Capítulo III: Considerações finais.

Já fizemos US, tudo está bem. Estamos tomando a medicação e o repouso será mantido. O mais importante segundo a médica, é que pelo sangramento grande já poderíamos ter perdido o bebê.
Desespero?? Nem pensar! Nosso filho aparecia tão querido durante o exame "mãe, tudo legal por aqui" mesmo pequeno ele faz a parte dele, se esforça pra permanecer, não seria justo ficar chorando, deprimindo, e fazendo mal pro baby que sente tudo comigo!
Esse é o primeiro momento pra lembrar que a adulta sou eu!

Rodrigo e eu estamos mais unidos do que nunca. Jamais imaginei que pudesse renovar todas as formas de amor que sinto pelo meu marido!
Hoje sabemos, mais do que em qualquer outo momento, o quanto nos amamos e queremos estar juntos.
Esses milímetros que crescem dentro de mim, geraram uma imensidão de coisas boas na nossa vida, juntos, somos muito melhores.
Esse tem sido um tempo tão meu, de reflexão. Estou deixando todas as coisas se ajustarem dentro de mim, nesse momento parece que nenhuma palavra é capaz de conter o significado de tudo o que eu tenho sentido..por isso tenho escolhido o silêncio.
Quem fala muito, geralmente não consegue ouvir o que o coração precisa.

Quero agradecer cada comentário, cada email. Tudo ficou guardado dentro do meu coração.
Vocês são especiais!

E para a Carol, todo o meu carinho, essa nossa fase logo passa e a gente vai se abraçar pessoalmente, então nada mais precisará ser dito!

Beijos!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Oh Happy Day

por Carol

A vida tem caminhos incrivelmente misteriosos.

Quando eu comecei a escrever o meu blog, não tinha grandes intenções. Pensava em ter filhos sim, mas ainda era uma idéia distante e nebulosa. Mas aí fui pegando gosto por escrever, fui conhecendo pessoas ótimas e, em paralelo, foi crescendo a minha vontade de ter filhos.

Comecei as tentativas e, como o baby não veio tão rápido quanto eu esperava, minha tensão e tristeza acabaram despertando carinho das que me liam. Comecei a receber comentários cada vez maiores e mais encorajadores, depois alguns e-mails e finalmente, pessoas me adicionando em suas redes sociais e querendo conversar comigo por msn. E daí acho que comecei a fazer parte da vida delas e elas, da minha.

Construí uma conexão de amizade e carinho tão improvável, mas tão certo. Apesar de sempre ter tido blog, nunca fui dessas pessoas que se relacionam só por internet. E mudou tudo. E claro, às vezes me sinto meio estranha de pensar tanto em vocês, em participar das vidas de cada uma, sendo que eu nunca VI nenhuma ao vivo.

Mas, acho que isso não importa. Cada vez mais, acho isso.

Porque hoje, gente, hoje a vida me provou o poder que tem, mais uma vez, trabalhando e fazendo conexoes das formas mais incríveis.

Conheci a Jordana já não me lembro quando foi. Trocamos comentários, nos identificamos. Depois vieram os emails e o msn. Sabe esse tipo de pessoa que você sabe que seria sua amiga de qualquer jeito e você vê que a vida fez acontecer? É ela. Ela tentando ter seu sonhado baby há mais de um ano e eu há mais de 6 meses. Ela me dando conselhos sábios pra eu cuidar melhor de mim e eu falando besteira pra alegrá-la. E assim, a vida seguia. Combinávamos uma vinda dela a Buenos Aires, planejamos fotos, jantares e mil conversinhas.

Até que eu fiquei grávida. E ela sumiu. Senti sua falta, mas entendi que notícia de gravidez alheia nem sempre faz bem a uma treinante. Mas nao era bem isso.

Pouco tempo depois do meu anúncio, chegou um email dela me parabenizando, dizendo que estava muito feliz por mim e tudo mais. Mas que estava vivendo um momento muito ruim na vida, que tinha desistido do projeto baby, tinha ficado dois dias chorando muito, deprimida, sem esperanças. Sua menstruação estava atrasada há 3 dias, mas o testede farmácia tinha dado negativo. E pra ela, tudo isso era o fim.

Mal ela sabia que era o fim mesmo.

Ontem, uma semana depois desse email, nos encontramos online de novo. Eu perguntei da menstruação e, surpresa!, nada de menstruação ainda. Aí eu briguei. Não pode uma pessoa ficar 10 dias sem menstruar e achar que isso é normal! Não é! E falei tudo que achava pra ela. Que se não estivesse grávida, estaria com algum problema que precisa ser visto. E que a primeira coisa que um médico ia mandá-la fazer é um teste de gravidez.

Então, sabendo disso, vambora fazer outro? Ela concordou. E eu me ofereci pra acompanhar online, ela tinha muito medo de ser negativo de novo. Eu não. Daí que ela começa a se lembrar que o primeiro teste que fez, aquele causador da discórdia interna, tinha aparecido com duas listras. Mas ela considerou que aquilo era um negativo, já que estava esperando uma linha rosa. E as linhas duplas eram azuis.

Mas, já tinham passado muitos dias, ela já não sabia se aquelas linhas eram duplas, triplas, azuis, rosas ou amarelinhas. Tinha mesmo que fazer outro teste pra ter certeza.

E hoje, nós duas online, novo teste foi feito. Preciso contar o resultado?

Jordana tá GRÁVIDAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!

E posso contar mais? Exatamente do mesmo tempo que eu! E eu ainda tive a HONRA de poder contar aqui no cantinho dela, em primeiríssima mao!

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAh!

E eu, que participei desse momento de descoberta AO VIVO, chorei tudo de novo que tinha chorado quando descobri a minha gravidez. Que incrível.

***

Amiga, foi uma honra acompanhar esse momento com você. Hoje é um dia feliz. O dia mais feliz!



Ouvi isso aqui várias vezes e chorei, chorei, chorei. Grita, canta, pula, esse momento é seu e é mais que merecido!

Te espero aqui em Buenos pra gente comemorar demais, chorar tudo de novo e trocar muitas experiências! É um prazer viver isso juntinho de você, que maravilha!